Como será o retorno aos escritórios no pós-pandemia

 

pós-pandemia

 

Não é exercício de futurologia. Ao contrário, após dezenas, talvez centenas de reuniões entre especialistas em saúde pública, alguns cenários já nos permitem antecipar certos protocolos que deverão ser seguidos para o retorno às atividades corporativas no pós-pandemia.

Um primeiro ponto que deve ser aplaudido é a mudança de mindset de inúmeros empresários, que antes viam com grande resistência o teletrabalho e, com a pandemia, testaram e aprovaram o Home Office, conseguindo através dele diminuir e muito não só os riscos sanitários de seus funcionários como também a brutal queda do faturamento. Esse será daqui pra frente um recurso que a maioria vai utilizar para diminuição de custos e melhoria do ambiente de trabalho.

Mas qual deverá ser a primeira atitude a ser tomada no pós-pandemia?

Mas quando o trabalho voltar a se realizar em escritórios, a primeira atitude a ser tomada pelos dirigentes deverá ser uma reunião com os funcionários para explicar-lhes qual será o “novo normal” na empresa.

Com a parada nas atividades, todos voltarão um pouco receosos e sem saber bem o que terão de fazer ou como agir. A orientação será a chave para que se sintam mais seguros e garantam que as normas e políticas serão cumpridas. Alguns empresários já estão providenciando cartilhas, para evitar que as pessoas fiquem perguntando vários dias seguidos as mesmas coisas.

Outras medidas também estão sendo consideradas. Algumas das mais cotadas, além do distanciamento das mesas ou estações de trabalho, inclusive nos refeitórios, são a escala de funcionários para evitar muitas pessoas juntas nas mesmas salas; medição de temperatura na chegada à empresa; obrigatoriedade das máscaras faciais durante todo o expediente; total e constante acesso ao álcool gel para todos; adequação dos refeitórios aos protocolos de segurança, com a eliminação do buffet aberto e  opção por embalagens individuais; horários de entrada, saída e pausas sendo rescalonados para evitar aglomerações; realização de reuniões somente virtuais com fornecedores e visitantes, para diminuir a quantidade de pessoas entrando e saindo das empresas.

Evidentemente, empresas maiores estão implementando alguns diferenciais importantes, como colocação de sensores de presença nas portas para que os colaboradores não precisem abri-las com as mãos, mas isso não será uma regra e sim exceção.

O mais importante é que todos estarão se engajando nessa nova forma de trabalho!

Mais Postagens

2020-09-22T17:43:09-03:00