Veículos autônomos: até onde podemos chegar?

 

Veículos autônomos

 

Esta é a típica pergunta para a qual a resposta é “o céu é o limite”. As possibilidades dos veículos autônomos são enormes, já que eles têm muitas vantagens sobre os veículos comuns, mesmo tendo alguns empecilhos para sua ampla utilização.

No Brasil, só este ano foi desenvolvido o primeiro veículo elétrico e autônomo do País. A fabricante é uma startup de Curitiba, PR, chamada Hitech Electric, e o modelo deverá operar apenas em ambientes controlados, como empresas, fábricas, condomínios, parques etc.. Isso porque, como o Brasil ainda não tem uma legislação específica para esses veículos, os entraves para a sua utilização são muito grandes e demorados. Se o modelo operar só em ambientes fechados, fica mais fácil sua liberação.

Chamado de e.coTech 4 Autônomo, está equipado com radares próprios de carros inteligentes, GPS, câmeras, pode rodar 100km sem recarga, atinge 50km/h e para recarregá-lo basta uma tomada comum.

Embora aqui o veículo inteligente seja algo novo, no mundo ele já está bem mais avançado, a tal ponto que o DossierPlus, da Statista, realizado recentemente, revela que até 2030 um em cada 10 veículos será autônomo. O mesmo documento estima que a produção anual desse tipo de automóvel, de pouca ou nenhuma intervenção humana, deverá atingir 800 mil unidades de 2023 a 2030.

E como serão os Veículos autônomos?

Serão veículos com alto grau de tecnologia para que possam transportar pessoas sem a necessidade de motorista. Segundo os especialistas, os carros que serão mais usados devem ser os táxis-robôs, mercado que deve render por volta de U$$ 1,2 trilhão.

Os números são impressionantes, mas dependerão da aceitação dos consumidores para se concretizarem, e nesse quesito as coisas não vão lá muito bem. As pessoas ainda são bastante céticas com relação a esse tipo de transporte, chegando a 48% aquelas que disseram que jamais seriam passageiras num veículo autônomo compartilhado. Além disso, de cada 4 entrevistados, 3 disseram que não creem que essa tecnologia esteja apta para ser utilizada em larga escala. Mesmo assim, 34% de todos os que foram ouvidos, acreditam que as vantagens desse tipo de veículo superam muito as possíveis desvantagens que eles possam ter.

Mesmo assim, os investidores do ramo estão confiantes que em um futuro muito próximo a resistência dos consumidores será vencida, assim que a tecnologia começar a ser mais utilizada e puderem conferir que esse será um dos maiores mercados do mundo.

Mais Postagens

2020-10-27T15:32:56-03:00