Edge Computing ganha protagonismo

 

Edge Computing

 

Considerado o próximo estágio da IoT, a Internet das Coisas, o Edge Computing é uma tecnologia que coleta todos os dados que surgem na utilização da internet por dispositivos e, em vez de armazená-los em bancos de processamento como a IoT faz, realiza uma classificação dos dados para entender quais podem ser processados ali mesmo e quais devem ser enviados para uma nuvem ou outro local de tratamento. Isso diminui o tempo de resposta e não exige uma banda larga de grande envergadura.

Como otimiza o tempo utilizado nas operações e agiliza o tratamento de dados, o Edge Computing tem promovido um amplo desenvolvimento para as corporações que trabalham com grande quantidade de dados, levando-as a melhorarem seu desempenho e, assim, seus resultados no mercado.

Justamente por isso, ele facilita inúmeros processos de produção, sendo muito utilizado em indústrias têxteis e petrolíferas, em telecomunicações, nos setores financeiros, marketing digital, marketing para e-commerces, empresas na área da saúde e muito mais. Como se vê, são setores de necessidade nevrálgica de coletar e processar rapidamente dados para uma melhor tomada de decisões.

Justamente por não ter a imposição de mandar tantas informações a longa distância, o que diminui o tráfego e o tempo de latência, esta tecnologia provoca também maior rapidez nas respostas dos equipamentos da IoT, e sua consequente diminuição de custos.

Existem ainda outros grandes benefícios da utilização do Edge Computing, como segurança, processamento de pagamentos de forma mais rápida, entre outros que podem levar muitas empresas a terem melhores resultados e mais lucros em suas atividades.

Mais Postagens

2020-11-26T13:26:58-02:00